Looks para home office: veja como e porquê largar o pijama para trabalhar em casa

Há quem diga que uma das maiores vantagens do home office é poder ficar de pijama o dia todo. Spoiller: não é.

Quem tem escritório em casa e passa boa parte trabalhando sem ver outros seres humanos sabe que na prática não é bem por aí. Especialmente quando a atividade é profissional, a roupa para ficar em casa pede tanto cuidado quanto a roupa de sair – esse é um ponto tão importante que eu até dediquei um pedaço do meu livro Liberte Seu Estilo a falar disso!

O PROBLEMA DE TRABALHAR DE PIJAMA

Pijama lembra descanso, Netflix, um bom livro, uma xícara de chá ou uma manhã preguiçando na cama enquanto o dedo rola displicentemente pela tela do celular.

Lembra uma porção de coisas, mas não lembra trabalho e produtividade. Tirando aqueles dias em que a gente acorda naturalmente inspiradas (e convenhamos, não são todos assim!), é muito mais difícil botar a cabeça pra funcionar e realmente transformar os projetos em algo concreto quando a nossa roupa nos convida a tirar uma sonequinha, né?

O que não quer dizer que você precisa se montar inteira – com maquiagem carregada, mil acessórios barulhentos e um salto desconfortável. O equilíbrio é possível!

ESCOLHENDO AS ROUPAS PELOS MATERIAIS

Um dos principais motivos pelo qual as pessoas escolhem o pijama para trabalhar de casa é o conforto que esses oferecem. Sejam pelas malhas que se acomodam ao corpo como num abraço ou pelas modelagens mais soltinhas que permitem mais mobilidade e não apertam a barriga de quem passa o dia todo sentado.

Partindo dessa lógica, uma estratégia legal é procurar peças que também sejam de malha, mas que tenham algum detalhe mais interessante – seja na modelagem ou outro tipo de detalhe.

Por exemplo, um brilho, um bordado legal, um efeito matelassado ou algum recorte interessante.

Emprestar modelagens que seriam usadas em roupas mais formais para esse material tão informal também é um truque bem válido pra dar um ar arrumadinho.

A MODELAGEM DAS ROUPAS DE TRABALHAR DE CASA

Por falar em modelagem, é ela a responsável para que outros materiais planos – menos maleáveis – sejam tão confortáveis quanto as malhas para o home office.

E sim, é legal considerar os tecidos planos porque são meio caminho andado pra quem precisa se colocar em um estado mais produtivo, já que em termos de mensagens são sempre mais formais do que as malhas.

Pra preservar a mobilidade, vale investir em peças mais soltinhas – camisões soltos, em vez de super ajustados, blusas com decotes mais abertos, mangas e bocas de calças mais amplas e a lista segue.

MONTANDO LOOKS PARA TRABALHAR DE CASA

Na hora de combinar as peças, vale inclusive misturar essas ideias para que um elemento equilibre o outro.

Por exemplo, minissaias ou shorts poderiam ser quase tão informais quanto um pijama (aquela vibe churrasco-praia-parque, sabe?), mas pode ser necessário para a sobrevivência no verão. Uma alternativa, além de pensar nos tecidos e nos detalhes das roupas é brincar com sobreposições que vão dar um ar mais bem pensado pro look.

E se aquele casacão de tricô bem gostosinho é tudo o que a gente quer vestir no outono-inverno, pode ser bem legal misturar ele com um camisão e uma calça ampla com acabamento em alfaiataria.

AJUSTES E CUSTOMIZAÇÃO

Se você se inspirou em nossas ideias e tem alguma peça que precisa de ajustes, ou, que você queira customizar para transformar em uma peça nova, saiba que as lojas Serviços do Futuro estão reabrindo aos poucos seguindo todas as normas de segurança de saúde. Ou se preferir, peça Delivery entrando em contato com a loja mais próxima de você: www.servicosdofuturo.com.br/lojas

Fonte: Érica Minchin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *