Moda Sustentável: Reutilizar roupas e preservar o meio ambiente

A indústria da moda é um dos setores que mais consume recursos naturais. Segundo pesquisas, o setor petroleiro é o que mais polui, mas a moda está em segundo lugar.

Com o aumento do consumo, cresce a preocupação de como repor tudo o que é extraído da natureza. Surge então um novo conceito: a moda sustentável. Mesmo fibras naturais, como o algodão, geram grande impacto no meio-ambiente: uma camiseta básica precisa de mais de 2.700 litros de água para sua confecção.

O descarte

Um dos maiores problemas na moda é que as tendências são efêmeras. Compra-se, usa-se e descarta-se a peça rapidamente. Esse consumo desenfreado é responsável por problemas ambientais. Segundo dados da HBS, uma peça de roupa que foi usada menos de cinco vezes, e é jogada fora após um mês, produz mais de 400% de emissões de carbono do que uma utilizada cinquenta vezes e mantida por um ano.

Eduarda, professora de design de moda da UEL, argumenta que, ao se falar da otimização de recursos, contempla-se todas as etapas do ciclo de vida, desde sua concepção, retirada de recursos da natureza para a matéria-prima, pela manufatura, comercialização, fase de uso e o descarte.

Segundo Eduarda, “toda ação no sentido de ampliar o ciclo de vida do produto deve ser considerada, pois dilui o impacto ambiental gerado pelo consumo de energia, matéria-prima e transporte na fase de produção e ainda é uma nova fonte de geração de renda”.

A solução: Serviços do Futuro
O nosso objetivo é unir mais praticidade no seu dia a dia com sustentabilidade. Oferecer soluções para ajustes e consertos gerais na sua peça além de ser mais em conta, poupa e economiza o meio ambiente. Assim você renova sua peça e consegue usa-la novamente, e ainda vai estar colaborando com um mundo mais verde!

Fonte: Bonde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *